A Lei de Zipf e Outras Leis de Potência em Dados Empíricos- Humberto José Bortolossi, João Júlio Dias Bastos Queiroz e Michele Maria da Silva

O que há de comum entre o número de palavras do livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas” de Machado de Assis, a distribuição da população humana em cidades, as intensidades das erupções solares, o número de mortes em ataques terroristas, o número de clientes afetados por apagões elétricos e a maneira como alguns animais buscam por alimentos em seu habitat?

A resposta é surpreendente: estudos estatísticos dão forte suporte ao fato de que estes e muitos outros fenômenos podem ser descritos por leis de potência, isto é, leis que são expressas por funções potências y = f(x) = b xa, com a e b constantes reais.

Ler o artigo completo

Esta entrada foi publicada em Artigos Klein. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *